Catalisadores (iniciadores de cura)

Os catalisadores, também denominados iniciadores, promotores de cura ou de polimerização ou ainda peróxidos orgânicos, são essenciais para o endurecimento de resina. 

Quando aplicado à resina, o iniciador se decompõe pela ação de agentes promotores, tais como sais de cobalto, amina, entre outros, gerando radicais livres, que iniciam o processo de polimerização, gerando uma reação exotérmica, provocando o endurecimento da resina. Sendo assim, a cura da resina procede-se à frio, em temperatura ambiente, sem a necessidade de uma fonte externa de calor. Esta reação de polimerização se inicia após o tempo de gel de cada formulação de resina. Antes disso, a resina permanece inalterada, o que permite seu manuseio e aplicação. 

Os peróxidos orgânicos mais utilizados são o MECK – Peróxido de Metil Etil Cetona (líquido) e o BPO – Peróxido de Benzoila (sólido ou pasta). Podem ser utilizados nos mais variados tipos de processos de produção à quente e frio, como Laminação Manual, Spray-up, Enrolamento Filamentar, RTM, SMC, BMC, Pultrusão e outros, garantindo a melhor performance e qualidade da peça final. 

Em alguns casos, pode haver a necessidade de adicionar aceleradores à resina como forma de acelerar a sua cura. Os mais utilizados são o Cobalto (usado juntamente com o Meck) e o DMA (Dimetil Anilina – usado com o BPO). Ambos são utilizados em temperatura ambiente e não são usados para cura em altas temperaturas.