Materiais de núcleo

O uso de materiais de núcleo está diretamente ligado a estruturas e projetos em construção sanduíche. O termo “sanduíche” consiste basicamente na união de duas faces ou substratos de revestimentos, que interligados por meio de uma alma de baixa densidade, possibilitam um ganho efetivo de rigidez, sem que haja o acúmulo de peso na estrutura. Além disso, a condutividade térmica, o isolamento acústico e a resistência ao fogo também podem ser melhorados com o uso de materiais de núcleo adequados.

Essas estruturas sanduíche têm sido um componente básico da indústria de compósitos por mais de 45 anos. O conceito de usar chapas de faces relativamente finas e resistentes, ligadas a materiais de núcleo mais leves e espessos, permitiu à indústria construir estruturas rígidas e altamente duráveis, ​que de outra forma não seriam práticas.

Essa tecnologia é demonstrada em barcos, aviões, caminhões, automóveis, pás de turbinas eólicas e painéis de construção.

Veja abaixo os materiais disponíveis e suas propriedades:

Espuma PET

Fabricadas por meio do polímero polietileno tereftalato 100% reciclado, as espumas de PET são fáceis de moldar termicamente, são compatíveis com a maioria das resinas e métodos de fabricação, possuem excelentes propriedades mecânicas e resistência a temperatura — superior a 150°C. Versões antichama deste produto também estão disponíveis.

Materiais de núcleo imitam as características de uma viga, utilizando flanges para apoiar cargas de tensão e compressão com uma alma de cisalhamento unindo-as. Os materiais de revestimento constituem as partes da flange da viga em vez de utilizar almas estreitas — como é feito na parte central de uma viga — materiais de núcleo de baixa densidade são distribuídos por todo o espaço entre as duas peles.

A Diprofiber oferece alguns materiais de núcleo, são eles:

– Colméias de Alumínio: As colmeias de alumínio fabricadas pela ARGOSY International Inc. (EUA) são utilizadas em diversas aplicações onde a leveza e resistência estrutural, são desejadas. Aliando estes fatores citados, juntamente à resistência à chama e corrosão, as colmeias de alumínio podem ser aplicadas nos setores: náutico, transporte, construção civil, equipamentos industriais e aeronáutico.

– Colméias Plástica: As colmeias plásticas, além de serem muito leves, possuem também bom desempenho como isolantes acústicos e vibração. Elas podem substituir com vantagens técnicas e econômicas, as espumas de PVC em áreas onde é solicitada uma redução nos índices de vibração. Uma vez fabricada em polipropileno, ficam isentas ao apodrecimento e com custo altamente competitivo.

– Espuma PET: Espumas PET têm alto alongamento e aderência superior, o que resulta em boa resistência a impactos e à fadiga. A espuma pode ser formada em temperatura ambiente, em formas simples, ou ser termoformada em peças 3-D mais complexas.

– Matline: Fácil de usar, espessura constante, boa conformabilidade, livre de contração, reduz consumo de resina, melhora a resistência a fadiga, aumento de rigidez, redução de peso, melhoria de estabilidade dimensional e contribui para redução da mão de obra.

– Tecido 3D: Os tecidos 3D são fabricados a partir de duas camadas de fibra de vidro, costuradas entre si por filamentos do qual determinam a espessura em que poderá ser trabalhado. Quando impregnado com resinas termofixas, este material apresenta uma alta resistência mecânica, podendo ser utilizado em diversas aplicações estruturais

KITS: Produzimos kits pré-cortados e personalizados de materiais de núcleo de acordo com o layout e plano de laminação dos nossos clientes. Os kits possibilitam um aumento da eficiência da linha de produção, dando rapidez à montagem dos núcleos e aumentando a qualidade estrutural do produto final.

Espuma de PVC

Produzidas em PVC cross-linked com células fechadas, proporcionam resistência superior em baixas densidades para todas as aplicações de alto desempenho em compósitos. Outras características importantes das espumas de PVC incluem excelente resistência química, mínima absorção de água e excelentes propriedades térmicas. A espuma é compatível com os sistemas de resina mais comuns, incluindo epóxi, poliéster e viniléster.

Colméia de Polipropileno (Honeycomb)

As colmeias de polipropileno são de extrema versatilidade e utilizadas em diversas aplicações de setores como o de construção civil, transportes e barcos. Trazendo propriedades mecânicas similares às espumas, ainda possuem as características diferenciadas de isolamento acústico e térmico.

Colmeia de Aramida (Nomex®)

Atualmente, a colmeia de aramida pode ser considerada como um dos materiais de núcleo mais resistentes presentes no mercado. Produzida por meio do papel de aramida Nomex® T722, fabricado pela Dupont®, ela possibilita a melhor relação de peso x resistência, além de possuir propriedades antichama essenciais para aplicações aeronáuticas e ferroviárias.

Colmeia de Alumínio

As colmeias de alumínio possuem extrema leveza e ainda oferecem características superiores em resistência mecânica, corrosão e antibactérias (fungos). Sem dúvida é um produto de alto desempenho estrutural perfeito para aplicações em construção civil e transportes.

MATLINE® (Não tecido de Poliéster)

O termo não tecido (do inglês non-woven) foi criado para designar um amplo grupo de materiais têxteis produzidos por métodos não convencionais, ou seja, diferentes da tecelagem, tricotagem e feltragem tradicionais.

Não tecido é uma estrutura plana, flexível e porosa, constituída de véu ou manta de fibras ou filamentos, orientados direcionalmente ou não, consolidados por processo mecânico, químico, térmico, ou em combinações destes, diferente dos tecidos que são uma estrutura produzida pelo entrelaçamento de um conjunto de fios. Encontramos o não tecido em um grande número de aplicações e mercados, desde o setor automotivo, vestuário, área médica, até o segmento de compósitos.

O produto disponibilizado pela Diprofiber no segmento dos compósitos é o não tecido de poliéster com microesfera de vidro MATLINE®, um material de núcleo fornecido nas espessuras de 2 mm a 5 mm, e pesos de 70g/ m² a 185 g/m². Ele pode ser utilizado nos processos de laminação manual ou spray-up, compatível com resinas poliéster, éster-vinílica e epóxi. Sua aplicação é ampla e engloba diversos segmentos de mercado, como o náutico, automotivo, construção civil, entre outros.

Benefícios na utilização do não tecido de poliéster MATLINE®:

⦁ Redução de peso

⦁ Aumento de rigidez no laminado

⦁ Melhoria do acabamento superficial, eliminando ondulações e marcações

⦁ Redução de custo em comparação com laminação sólida

⦁ Regularidade de espessura

⦁ Reduz o tempo de produção, necessitando uma única laminação para atingir espessuras mais altas

⦁ Boa conformabilidade

⦁ Baixo consumo de resina

⦁ Excelente resistência à fadiga

⦁ Reduz a contração da peça