Resinas poliéster

As resinas de poliéster são uma das principais matérias-primas utilizadas e se classificam como saturadas ou insaturadas, dependendo da cadeia molecular do polímero, sendo:

Poliéster Saturado: é obtido pela reação entre um biálcool e um bi-ácido saturado, resultando em um polímero termoplástico que possui apenas ligações simples ao longo de sua cadeia. Isso caracteriza a flexibilidade dos produtos obtidos, que podem ser utilizados com ou sem reforço, sendo encontrados em diversas aplicações, como filmes plásticos, fibras sintéticas, plastificantes, etc.

Poliéster Insaturado: é obtido pela reação entre um ácido insaturado, um ácido saturado e um bi-álcool, resultando em um polímero termofixo que possui simples e duplas ligações ao longo de sua cadeia.

O Poliéster Insaturado é diluído em um monômero vinílico, tradicionalmente Estireno, sendo comercializado no estado líquido e objetivando facilitar sua utilização. Alguns dos tipos mais encontrados de resina insaturada são:

– Ortoftálica: é a mais comum, recomendada para aplicação de uso geral, como telhas, piscinas, caixas d´água, bijuterias, botões, etc.

– Ortoftálica PET: possui propriedades similares à ortoftálica comum, mas com menor resistência aos raios ultravioleta (UV), amarelando com facilidade. Entretanto, apresenta desempenho ligeiramente superior à resistência à hidrólise. Apresenta em sua composição a inclusão de ácidos tereftálicos reciclados, com destaque para o PET (polietileno tereftalato).

– Tereftálica: possui uma resistência física um pouco superior à ortoftálica, porém, baixa resistência aos raios UV (ultravioleta) e amarela com facilidade. Usada na fabricação de piscinas, caixas d’água, etc.

– Blendas e DCPD (Diciclopentadieno): resinas com propriedades excepcionais, em que se destacam a menor contração, o alto poder de umectação das fibras de reforço e a menor liberação de materiais voláteis durante seu processamento. São recomendadas para aplicações na indústria automotiva, náutica, entre outras. 

– Isoftálica: resina com propriedades superiores aos demais tipos. Recomendada para aplicações em ambientes corrosivos.

– Isoftálica com NPG (Neo Pentil Glicol): resina com propriedades ligeiramente superiores às isoftálicas comuns. Recomendada para aplicações em ambientes corrosivos, com destaque para aplicações expostas à umidade.

– Viniléster (estér-vinílica): resina que apresenta resistência química elevada, possuindo ótimo desempenho para aplicações em contato direto e permanente, com altas temperaturas e produtos químicos agressivos. Recomendado para fabricação de Gelcoat de alta performance, principalmente, para os tipos destinados à fabricação de moldes.